Satyros estreia espetáculo online sobre a realidade política brasileira e a experiência da quarentena  

EM REDE – No próximo dia 13 de junho a premiada cia. teatral paulistana Os Satyros estreia a temporada digital do espetáculo A Arte de Encarar o Medo. O roteiro é de Ivam Cabral e Rodolfo García Vázquez, e a direção de Rodolfo García Vázquez.

O elenco traz 14 artistas veteranos da cia – Ivam Cabral, Eduardo Chagas, Nicole Puzzi, Ulrika Malmgren, Diego Ribeiro, Fabio Penna, Gustavo Ferreira, Henrique Mello, Julia Bobrow, Ju Alonso, Marcelo Thomaz, Marcia Dailyn, Mariana França, Sabrina Denobile e Silvio Eduardo – e conta com a participação do ator convidado César Siqueira e dos artistas mirins Nina Denobile Rodrigues e Pedro Lucas Alonso.

A Arte de Encarar o Medo foi criada a partir de pesquisas e impressões dos artistas do grupo sobre a experiência da quarentena, em meio à grave crise política nacional.

O espetáculo, pensado integralmente para o suporte digital, não se limita a transpor para o novo ambiente uma encenação concebida para o palco, mas investe na busca de soluções criativas, explorando uma nova linguagem sobre a qual ainda pouco se conhece.

 

Inovação on-line

Há no elenco uma atriz sueca, Ulrika Malmgren, que já trabalhou com Os Satyros e participará de todas as sessões a partir do seu próprio país; e o ator convidado César Siqueira, que nunca teve um contato presencial com os demais atores, só os conhece virtualmente.

A captura de tela é o novo clique: as fotos de divulgação do espetáculo também serão clicadas remotamente, num ensaio fotográfico a distância, por Andre Stefano, fotógrafo oficial d’Os Satyros. O que não diminuirá todo o cuidado com luz, enquadramento e demais elementos da cena.

Ao longo de cada sessão, o público será convidado a escrever no chat de bate-papo sobre seus maiores medos, e eles serão incorporados à cena nesta mesma apresentação, através das falas dos atores.

Uma vez por semana, as apresentações serão abertas ao público na Europa e na África, com a participação de artistas estrangeiros.

 

Ao final de cada apresentação, o público poderá ficar nas salas virtuais para um bate-papo com o elenco.

 

A RELAÇÃO ENTRE TEATRO E TECNOLOGIA, UMA PESQUISA D’OS SATYROS DESDE 2009

 

Desde 2009, Os Satyros vem pesquisando suportes tecnológicos dentro da experiência teatral. Naquele ano, a companhia estreou Hipóteses para o Amor e a Verdade, que recorria a telefones celulares (do elenco e do público), internet e sites interativos.

 

Desde então, realizou várias pesquisas com abordagem tecnológica, como em Cabaret Stravaganza (2011). Em 2014, realizou o projeto E Se Fez a Humanidade Ciborgue em 7 Dias em que pesquisaram aspectos da vida ciborgue em sete espetáculos e perspectivas diferentes.

 

FICHA TÉCNICA

 

Roteiro: Ivam Cabral e Rodolfo García Vázquez

Direção: Rodolfo García Vázquez

Elenco: Ivam Cabral, Eduardo Chagas, Nicole Puzzi, Ulrika Malmgren, Diego Ribeiro, Fabio Penna, Gustavo Ferreira, Henrique Mello, Julia Bobrow, Ju Alonso, Marcelo Thomaz, Marcia Dailyn, Mariana França, Sabrina Denobile e Silvio Eduardo

Ator convidado: César Siqueira

Atores mirins convidados: Nina Denobile Rodrigues e Pedro Lucas Alonso

Orientação visual: Adriana Vaz e Rogério Romualdo

Fotos: Andre Stefano

Produção: Os Satyros

Assessoria de Imprensa: JSPontes Comunicação – João Pontes e Stella Stephany

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*