Satyros recebe nos próximos dias dois espetáculos internacionais

 

SÃO PAULO – Amanhã (20), às 22h, no Estação Satyros, estreia Yira, Yira, espetáculo com direção do Croata Bruno Isacovic, protagonizado por quatro trabalhadores sexuais da Argentina. E, na sexta, também às 22h, estreia Denuded, solo de autoria de Isacovic.

 

“YIRA, YIRA”

A sociedade explora e gosta do trabalho sexual na mesma medida em que o moraliza e o despreza. Dessa forma, a prostituição se torna um mundo complexo, onde a economia, sexo, idade, relações de poder, classe e “escolha” se cruzam.

Na troca de dinheiro por sexo, entende-se que o pagamento é feito pelo serviço sexual. No entanto, quem paga o preço de verdade? Os clientes ou as trabalhadoras do sexo com status social, insegurança jurídica e uma série de riscos que esse trabalho acarreta?

O trabalho “Yira, Yira” apresenta as experiências de Sofía, Pichón Larry e Leandra, quatro profissionais do sexo argentinas.

Através de suas histórias, falamos sobre o trabalho sexual como uma escolha pessoal ou combinação de circunstâncias, falamos sobre o trabalho em geral, a economia e o mercado, as margens e os centros de poder, desejos e realidades.

 

“YIRA, YIRA”

com Sofía, Pichón Larry e Leandro

Direção: Bruno Isaković y Nataša Rajković

Onde: Estação Satyros

Quando: 20 e 21 de novembro, 22h

Duração: 55 minutos

Ingressos: Pague quanto puder

 

DENUNED

 

DENUDED é o resultado de uma pesquisa sobre o aspecto físico do sujeito e a relação corpo-alma.

 

Durante sua performance, o croata Bruno Isakovic processa uma série de significados e sensações como um ritual, evidenciando não só o domínio do corpo e dos movimentos, mas também seu alto grau de introspecção para estabelecer um nível de comunicação com o público, num tom confidencial.

 

“DENUDED”

autor e performer: Bruno Isaković

Onde: Estação Satyros

Quando: 22 de novembro, 22h.

Duração: 40 minutos

Ingressos: Pague quanto puder

Kyra Piscitelli

Kyra Piscitelli é jornalista formada pela Universidade Metodista de São Paulo e fez pós-graduação em Globalização e Cultura pela Faculdade de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP). Escreve sobre teatro e arte desde de 2009. Integra os Juris da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) e do Prêmio Aplauso Brasil. Ávida por conhecimento, se não está em viagem ou estudo, só há um lugar para achá-la: o teatro!

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*