Só as sextas na Praça Roosevelt: Dark Room e muito de encontros e buscas

Redação do Aplauso Brasil (redação@aplausobrasil.com)GEDC740925

SÃO PAULO – Em um instante derradeiro de vida, um jovem busca encontrar o seu pai e tem uma revelação surpreendente. Essa é a premissa da peça Dark Room, em cartaz até 25 de julho no Teatro do Ator, na Praça Roosevelt. O texto é de autoria do dramaturgo Mário Viana e tem a direção e atuação de Murillo Effe.

A peça conta a história de Wesley (interpretado por Márcio Lima), que sempre teve a curiosidade de saber quem era o seu pai. Janete (Ariany Rhaverlaq), que é a mãe do garoto, nunca quis contar, mas em uma discussão o jovem acaba descobrindo que o seu pai é uma drag queen. A partir daí, Wesley sente vontade de reaproximar seus pais e para isso resolve contratar o próprio pai ‘Shirley Pão na Chapa’ (Murillo Effe).

Espetáculo "Dark Room". Foto: divulgação.
Espetáculo “Dark Room”. Foto: divulgação.

“Dark Room é aquela hora que você põe a cabeça em seu travesseiro, entre o dormir e estar acordado. Você pensa naquilo que fez ou no que tem que fazer e vem um monte de coisas na sua cabeça. É um espetáculo muito profundo e soturno”, diz o ator e diretor da peça Murillo Effe.

“É uma história sobre o desejo de se encontrar. Um lugar onde Wesley, Shirley Pão na Chapa e Janete se encontram em meio aos delírios de um deles. É aquele cômodo escuro que cada um carrega dentro de si”, explica o dramaturgo Mário Viana.

Serviço

Dark Room – O espetáculo

Temporada: de 02 de maio até 25 de Julho de 2014.

Dia e horário: toda sexta-feira, às 21h30.

Local: Teatro do Ator – Praça Roosevelt, 172 – Centro, São Paulo. Capacidade: 113 lugares.

Tel. (11) 3257-3207

Ingressos: R$ 50 (Inteira) / R$ 25 (Meia) / R$ 30 (Flyer)

Ficha Técnica

Texto: Mário Viana

Direção: Murillo Effe

Assistente de Direção e Standing: Vagner Cavalcante

Produção: Bússola Produções e Pituka Produções

Com: Ariany Rhaverlaq, Márcio Lima, Murillo Effe e Vagner Cavalcante.

Teaser: http://www.youtube.com/watch?v=_KTLqDoL_dI

Mais informações:

Mário Viana – dramaturgo
Autor de vários textos de sucesso, o dramaturgo Mário Viana já teve montagens dirigidas por grandes diretores, entre eles: Paulo Autran, Hugo Possolo e Jairo Mattos. Em TV, trabalhou como colaborador de algumas novelas: Seus Olhos (SBT), Máscaras (Record), Dona Xepa (Record) e atualmente Pecado Mortal (Record).

Murillo Effe – ator e diretor
Murillo Effe é ator e diretor da Cia. Canal Três. Atua no teatro há trinta anos e também é roteirista de espetáculos de humor para eventos e nightclubs. Além de participações na televisão e shows, também apresenta números de stand-up e é criador de diversos personagens, como o esotérico ‘Diego Varejon’ e a apresentadora ‘Nata$hara$ha’. No teatro, atuou em ‘Morte e Vida Severina’ e ‘Coisa Boa Pra Você!’, entre outros espetáculos de sucesso.

Ariany Rhaverlaq
Formada pelas escolas e oficinas de teatro Nilton Travesso, Fátima Toledo e INDAC, a atriz Ariany Rhaverlaq carrega desde 2003 uma grande bagagem de espetáculos teatrais e atuações na televisão. A atriz já foi dirigida nos palcos por grandes nomes, entre eles: Adriana Pires, Hélio Cícero e Flávia Pucci. Atuou nos espetáculos ‘Navalha na Carne’, ‘Comédias da Vida Privada’, ‘O Rei da Vela’, ‘Bailei na Curva’, ‘Boca de Ouro’, ‘Romeu e Julieta Infantil’ e ‘10Ponto948 – O Musical’.

Márcio Lima
O paulistano Márcio Lima é formado em artes dramáticas pelo Centro Universitário SENAC (2013). E neste inicio de carreira já atuou em três espetáculos: ‘O intimo do coletivo’ (2013), ‘As Manobras do Avesso’ (2013) e ‘Alice no País das Máscaras Sociais’ (2012) – esse último de sua coautoria. Atuou na websérie ‘A República’ (pós-produção) e emprestou sua voz para narração do vídeo de sua autoria, ‘Vida de Navio’ (2011).

 

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado