Show: Elza Soares abre comemorações de 5 anos do Teatro J. Safra

Elza Soares apresenta “Deus é Mulher”

SÃO PAULO – Com o show Deus é Mulher (homônimo ao álbum que concorre ao Grammy Latino na categoria Melhor Álbum da Música Brasileira), Elza Soares abre as comemorações dos 5 anos do Teatro J. Safra, nesta sexta feira (11), 21h30.

 Com canções arrojadas que perambulam por ritmos como: samba, rock, pop, bossa, rap e eletrônico, de compositores jovens como Luciana Mello, Tulipa Ruiz e Pedro Luís, entre outros, a “Voz do Milênio”, segundo a BBC de Londres (2000), procura evocar o espirito divino da mulher com pitadas de denúncias e discussões sociais não apenas do feminino, mas, também, de questões como cultura afrodescendente, mazelas sociais e o preconceito em geral.

“Acho que nesse momento o Brasil merece um disco assim, ousado, sem papas na língua, sem medo de dizer palavrão, de dizer o que pensa, ao que veio”, completa Elza.

O cenário arquitetado por Anna Turra aposta nos tons claros e dourados, onde Elza se apresenta como uma divindade feminina em seu célebre trono.

Com 65 anos de carreira, Elza Soares é ilustre cantora com uma das vozes mais distintas da MPB, por seu tom suavemente grave e levemente rouco e vibrante. Elza carrega em sua trajetória o total de 34 discos, seis coletâneas e importantes premiações.

Deus é Mulher tem direção de Pedro Loureiro e Juliano Almeida. Guilherme Kastrup assina a direção musical.

Abaixo, o repertório que Elza levará ao palco do Teatro J. Safra, em São Paulo:

1. “O Que Se Cala” (Douglas Germano)

2. “Língua Solta” (Alice Coutinho e Romulo Fróes)

3. “Clareza” (Rodrigo Campos)

4. “Dentro De Cada Um” (Luciano Mello e Pedro Loureiro)

5. “Exu Nas Escolas” (Kiko Dinucci e Edgar)

6. “Banho” (Tulipa Ruiz)

7. “Um Olho aberto” (Mariá Portugal)

8. “Hienas na TV” (Kiko Dinucci e Clima)

9. “Credo” (Douglas Germano)

10. “Eu Quero Comer Você” (Alice Coutinho e Romulo Fróes)

11. “Deus Há De Ser” (Pedro Luís)

Ficha Técnica

Musical e Arranjos: Guilherme Kastrup

Produção Executiva: Companhia Animart

Produções Gestão, Direção Geral e Produção: Juliano Almeida e Pedro Loureiro

Coprodução e Arranjos: Rômulo Fróes, Kiko Dinucci, Marcelo Cabral, Rodrigo Campos

Direção de Arte, Projeção, Luz e Design: Anna Turra,

SERVIÇO

ELZA SOARES – DEUS É MULHER

Apresentação: 11/01 (sexta-feira)

Horário: 21h30

Classificação: 12 anos

Duração: 80 minutos

Ingressos:

Plateia Premium: R$ 260,00
Plateia VIP: R$ 220,00
Mezanino: R$ 160,00
Mezanino com visão parcial: R$ 120,00

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado