Teatro para curtir no carnaval

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil/ iG  (Michel@aplausobrasil.com)

Camila Morgado, Antonio Petrin, José Wilker e Vera Holtz

SÃO  PAULO – Se o Rio de Janeiro, Salvador, entre outras cidades, devem reinar as folias de Momo, a capital paulistana divide os festejos carnavalescos com a sequência de alguns espetáculos teatrais, cujas temporadas seguem normalmente e, em alguns casos, fazem apresentações especiais por esses dias. Saiba quais são algumas delas:

Dentre os espetáculos que recomendo está o irreverente e bem-humorado PPP@WllmShkspr.br, clássico dos Parlapatões, encenado pela primeira vez em 1998, sob as astutas, firmes e criativas mãos do diretor Emílio di Biasi. PPP…, uma divertida viagem por todas as obras do bardo inglês, William Shakespeare, contada em pouco mais de 90 minutos, utilizando hilários recursos reveladores da inventividade teatral em que Alexandre Bamba, Hugo Possolo e Raul Barreto estão imersos.

Não conte à mamãe

Praqueles que desejam assistir a espetáculos cuja forma e conteúdo seja o cerne do interesse, Luís Antonio Gabriela, com a Cia. Mungunzá, é ótima opção. Trata-sede um espetáculo-homenagem a  Luís Antonio, irmão do diretor da peça, Nelson Baskerville, que, no final dos anos 1980, embarcou para Bilbao (Espanha) como Gabriela e conquistou o auge na noite espanhola e o declínio depois de viciar-se e contrair o HIV. Na mesma categoria estão O Estrangeiro, com o ator Guilherme Leme, dirigido por Vera Holtz. Tudo é simples e direto: Meursault, personagem interpretado por Leme, narra sua trajetória enquanto veste um sóbrio terno preto sobre camisa e regata branca, uma cueca samba-canção branca e meias, também, brancas. O claro e o escuro permeiam toda a trajetória da personagem.

Monólogo é dirigido pela excelente atriz Vera Holtz

Holtz encanta, também, por sua interpretação pungente em Palácio do Fim, brilhantemente dirigido por José Wilker.

Para os fãs de musicais, o melhor do gênero é Cabaret, de Joe Masteroff, músicas de John Kander e  letras de Fred Ebb, sob magistral direção de José Possi Neto, cujo portentoso conjunto artístico deixará sua marca na antologia do teatro musical realizado no Brasil.

"Luiz Antonio - Gabriela"

LUÍS ANTONIO GABRIELA. Até 26 de fevereiro. De quinta-feira a domingo, 21h30. Sala Carlos Miranda do Complexo Cultural Funarte SP. Alameda Nothmann, 1.058, Campos Elísios. R$ 5.

PPP@WllmShkspr.Br. Até 25 de março. Sábados, 21h, e domingos,20h. Espaço Parlapatões. Praça Franklin Roosevelt, 158. Tel. 11  3258.4449 www.espacoparlapatoes.com.br R$ 30(Meia-entrada R$ 15, inclusive para carteirinhas falsificadas)

Palácio do Fim. Até 11 de março. Sextas e sábados, 21h, e domingos, 20h. SESC Consolação, Teatro Anchieta (320 lugares), Rua Dr. Vila Nova, 245. Tel. 11 3234 3000. R$8 a R $ 32.

Cabaret. Até 03 de março. Quinta-feira às 21h, sexta-feira às 21h30, sábado (duas sessões) às 18h e às 21h30 e domingo às 18h..Teatro Procópio Ferreira, Rua Augusta, 2.823. Tel. 11 3083 4475. R$ 40,00 a R$ 200. Duração: 2h30.

O Estrangeiro. Sexta e sábado, 21h, domingo, 19h. Teatro Cacilda Becker – Rua Tito, 295 – Lapa

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*