Técnicos de luz e som podem formalizar empreendimento

Os técnicos de sonorização e de iluminação fazem parte das sete novas atividades econômicas que podem se formalizar como Empreendedor Individual (EI). Com a medida, os profissionais deste setor podem agora registrar-se no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ), e passam a se beneficiar de cobertura previdenciária, redução na carga tributária, acesso a financiamentos especiais, além de facilitar a contratação do serviço por órgãos públicos.

Leia a matéria na íntegra no site do Sebrae
(www.sebrae.com.br)

No Facebook: http://www.facebook.com/group.php?gid=15000083634

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*