Texto de cultuado autor francês ganha os palcos do SESC Avenida Paulista

Douglas Picchetti (aplausobrasil@aplausobrasi.com)

Espetáculo solo tem direção de Thierry Trémouroux,  tradução de Ângela Leite e texto do autor francês Valère Novarina
Espetáculo solo tem direção de Thierry Trémouroux, tradução de Ângela Leite e texto do autor francês Valère Novarina

Segunda parte do texto Discurso aos Animais, de Valère Novarina, um dos autores contemporâneos mais encenados na França, o espetáculo A Inquietude estreia hoje (24), às 21h, no Espaço Décimo Segundo Andar da Unidade Provisória Sesc Avenida Paulista. Sob direção de Thierry Trémouroux, a atriz Ana Kfouri interpreta Jean qui Cloche (João Mancada). Em uma paisagem lunar, o personagem conta suas aventuras para o público, por meio de suas lembranças e pensamentos, num jogo de palavras rítmico.

O espetáculo se desenvolve na fala poética e sonora de João Mancada, que em seu pequeno abrigo conversa com animais há dezoito anos. O personagem conta suas aventuras em um jogo de palavras, recheado de tensão, lirismo, raiva e tristeza. A partir daí a peça vai se desenrolando e, aos poucos, desenvolve uma interlocução com o público.

O cenário, de Desirée Bastos, é composto por bolas de luz espalhadas pelo palco e remete ao espaço lunar. O espaço acolhe o ator e o espectador e, ao longo do espetáculo, estreita o jogo entre eles. A partir de uma projeção, é exibida a cena de Ana Kfouri voando de asa delta. “É como se eu viesse do espaço”, diz a atriz que, em 2007, encenou parte inicial do texto, O Animal do Tempo, dirigida por Antonio Guedes.

A proposta de Valère Novarina é desafiadora e o autor apresenta uma produção textual particularmente sonora, musical e rítmica, explorando uma pluralidade de sentidos.

Fotos de Dalton Valerio
Fotos de Dalton Valerio

“Em A Inquietude não importa quem fala, pois a experiência da linguagem é o grande acontecimento da peça. Esse é o desafio da atuação, deixar a carne falar”, diz a atriz. “A Inquietude é um texto poético belíssimo que me chama para o palco. Tem densidade, humor, afeto, estranhamento e, principalmente, vida”, completa Ana Kfouri

Para traduzir o texto de Novarina, radical e repleto de neologismos e brincadeiras de sintaxe, Ângela Leite encontrou um sentindo claro conduzido pelo autor. “O principal da tradução é ir percebendo e acompanhando os estímulos sonoros, rítmicos. É entrar na brincadeira que o autor propõe com certas palavras”, diz Ângela, concluindo que a tradução fica pronta depois que a partitura se torna audível, perceptível e com vigor rítmico.

Nas palavras de Ângela, “traduzir tem algo a ver com o contracenar. Tem que brincar com o texto original e oferecer ao ator uma partitura que lhe permita jogar também. Todos os textos do Novarina têm o seu João. Em A Inquietude, João Mancada dá o tom do desenrolar da peça:  enviesado, saltitante,  tragicômico” .

Ficha técnica

A INQUIETUDEEstreia dia 24 de fevereiro, quarta-feiras, às 21 horas, no Espaço Décimo Segundo Andar da Unidade Provisória SESC Avenida PaulistaAutor – Valère Novarina. Tradução e dramaturgia – Angela Leite Lopes. Direção – Thierry Trémouroux. Atuação – Ana Kfouri. Assistente de direção – André Marinho. IIluminação – Renato Machado.Cenário e figurino – Desirée Bastos. Making in off – Yuri Fortuni. Música original – Ana Kfouri (criada para o espetáculo O Animal do Tempo). Designer gráfico – Irene Peixoto. Fotografia – Dalton Valério. Edição do vídeo –  Renato Livera.Assessoria vocal – Maíra Martins. Assessoria de Comunicação SP – Arteplural – Fernanda Teixeira. Produção e Administração – Marcelo Cabanas e Juliana Rubim / Bateia Cultura. Assistente de produção – Nathalia Atayde.Realização – Cia Teatral do Movimento. Temporada – Quartas e quintas, 21 horas. Ingressos – R$ 20, R$ 10 e R$ 5.Capacidade – 40 lugares. Até 25 de março

Unidade Provisória SESC Avenida Paulista – Avenida Paulista, 119 – Estação Brigadeiro – Fone: (11) 3179-3700. Acesso para deficientes físicos. Bilheteria – De terça a sexta das 9 às 22 horas e sábados, domingos e feriados das 10 às 19 horas (ingressos à venda em todas as unidades do SESC). Capacidade do Espaço Décimo Segundo  Andar – 40 lugares. www.sescsp.org.br

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*