Três apresentações grátis: Espetáculo solo de Elias Andreato em homenagem ao ator, diretor e dramaturgo Fauzi Arap

SÃO PAULO – Arap mostra a preparação do personagem e de como o artista usa o seu ofício para questionar o seu tempo através da dramaturgia e pensamentos, colocando a arte e a educação como caminho de grandeza para que uma nação exista plena e fortaleça a sua democracia. O espetáculo também investiga o papel da palavra no processo terapêutico, ao lado da importância da arte, no mesmo processo. A entrada é franca e serão só três dias de apresentação: 15, 16 e 17 de fevereiro no Centro Cultural Olido.

Mais do que nunca é preciso pensar para transformar o nosso tempo. O teatro dá aos homens a ternura humana. Ele é a expressão mais verdadeira e viva de uma civilização. Toda vez que um ator pisa num palco, ele perpetua sua paixão e oferece o seu coração, para que possamos suportar o que temos de mais monstruoso e de mais belo. É assim, que nos tornamos artistas soberanos.

Elias Andreato afirma que seu novo projeto é “uma reflexão sobre o nosso ofício e uma declaração de amor ao Teatro. Escrever para mim mesmo, numa postura alquímica de transformação, é tudo que me resta e prezo de verdade. Quem sabe, o subproduto dessa empreitada poderá no futuro, ser útil não só a mim. Mas o que importa é abrir espaço contra a inércia que me vinha dominando”, completa.

ARAP

CENTRO CULTURAL OLIDO

Sala Paissandú (139 lugares)

Avenida São João, 473 – Centro

Informações: (11) 2899.7370 olidocultural@gmail.com

Sexta e sábado às 20h | Domingo às 19h

Entrada Franca

Os ingressos serão distribuídos uma hora antes da apresentação

Duração: 60 minutos

Recomendação: livre

Dias 15, 16 e 17 de fevereiro de 2019

Ficha Técnica:

Roteiro, Direção e Atuação Elias Andreato

Trilha  Rafael Gama

Desenho de luz Eder Soares

Projeto gráfico Rodrigo Bognar

Fotos João Caldas

Uma Produção Morente Forte

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*