ÚLTIMA CHAMADA: Museu Oscar Niemayer recebe a piscina […] de Mark Ravenhill

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil (michel@aplausobrasil.com)

PISCINA [...]
PISCINA […]
CURITIBA – Refrescando nossa memória, lembra aquele autor inglês conhecido pelo aclamado Shopping and Fucking (1996) que estreou por aqui em 1999 sob direção de Marco Ricca? Pois então, piscina […], texto do autor que ganha segunda montagem brasileira – a primeira venceu o 14º Festival Cultura Inglesa – , encerra temporada de sucesso, no próximo domingo (1º), no Museu Oscar Niemayer, conhecido como “Museu do Olho”, na capital paranaense.

PISCINA [...]
PISCINA […]
O diretor Álvaro Bittencourt, quem assina, também, a tradução da peça, assistiu a montagem da companhia Red Stitich em Melsbourne, na Austrália, dessa peça que falade artistas plásticos que formaram um grupo na juventude, que se encontram, já na maturidade, para um jantar na casa da única do grupo que alcançou sucesso e dinheiro.

“O estilo de dramaturgia multifacetado e a mistura que o autor faz da forma de narração com diálogos diretos me interessou, pois servia muito bem à pesquisa prática de processo de ensaio que eu realizava naquele momento como parte de minha dissertação de mestrado na australiana Monash University”, conta.

O encontro entre esses amigos, artistas plásticos decadentes, na casa da única que alcançou o apogeu é alvo de observações que carregam em sentimentos opostos como a inveja – já que ela é a única bem-sucedida entre artistas de um mesmo grupo – e recriminação pela maneira com que ela conseguiu vencer.

 

PISCINA [...]
PISCINA […]
“ Apresentar piscina […] dentro do Museu Oscar Niemeyer vem de encontro com os personagens, artistas plásticos de um grupo em que apenas um dos integrantes atingiu a fama. No decorrer do espetáculo, o público é direcionado para a parte central do museu, enquanto os atores circulam à sua volta, como se fossem as obras de arte expostas nas paredes iluminadas da sala. Neste caso fazemos também referência ao conceito de ‘arte abjeta’ que tem como característica a exposição do corpo, bem como a dicotomia ‘atração e repulsa’”, conclui Álvaro Bittencourt.

 

piscina […]

Texto                                                                         Mark Ravenhill

Direção e tradução                                                   Alvaro Bittencourt

 

Elenco

 

Atores                                                            Músico

Anna Zétola                                                  Julian Barg 

Rosana Stavis

Luiz Carlos Pazello

Sandra Gutierrez

 

Assistência de arte e produção de imagens       Elenize Dezgeniski

Assistência de figurinos e cenários               Paulo Vinicius

Direção de produção                                                Anna Zétola

Produção Executiva                                                 Luciana Narciso e Diego         Marchioro

Iluminador                                                      Beto Bruel e Wagner Corrêa

Operador de Luz                                                 Wagner Corrêa

Compositor de trilha e Músico                      Julian Barg

Designer gráfico                                                        Maria Cristina Pimenta

Produção                                                                   ZÉTOLA atelier de artes

Fotografias e Curadoria                                            Elenize Dezgeniski

Assessoria de Imprensa                                            Fernando de Proença

 

 

LOCAL –

Museu Oscar Niemeyer – Sala Araucária

Até domingo

 

de quarta a sexta: 19h00

sábados: 18h30 e 20h30

domingo: 18h30

**** No dia 31 de maio não haverá sessão às 20h30 ****

 

 

INGRESSO –  20,00 (inteira)

10,00 (meia) (funcionários da Caixa + Positivo + mediante apresentação de ingresso de visitação do Mon do mesmo dia)

CLASSIFICAÇÃO ETÁRIA: 16 anos

 

 

 

 

 

piscina […]

                         de Mark Ravenhill

tradução de Alvaro Bittencourt

 

 

 

piscina […]de Mark Ravenhill (tradução Alvaro Bittencourt) propõe um questionamento  sobre a posição do artista em relação a seus objetivos e sua produção artística. O texto é estruturado em um bloco narrativo único (não são designados personagens e nem há divisão de falas) e a direção da peça opta por uma montagem absolutamente essencial, focada no texto e nos atores, com uma trilha sonora realizada ao vivo, valorizando a ambiência do espaço e dos corpos.

Em cena, um grupo de artistas plásticos que chegaram a uma maturidade decadente. Em contraposição,  “ela”, única dentre eles que alcançou fama e sucesso material.

A identificação do “grupo” com “ela”, alterna-se entra a extrema admiração e a inveja. Ao mesmo tempo em que os artistas desse grupo criticam ferozmente os meios que “ela” utilizou para alcançar o sucesso, revelam por suas atitudes que, na verdade, gostariam de estar na posição que “ela” alcançou.

A ação da peça inicia com os personagens atônitos com o fato de que “ela” construiu uma grande piscina em sua casa. O “grupo” aceita o convite e vai ao seu encontro. Já na casa “dela”, uma mansão, o jantar de boas vindas se transforma em uma festa orgíaca, na qual todos relembram os tempos de juventude, quando formavam um grupo artístico coeso e idealista.

Atração e repulsa, delineiam a relação deste grupo de artistas com “ela” e ao mesmo tempo definem a sensação provocada pelo tipo de arte que esses artistas produzem. Esta mesma contraposição desenha os estados que a encenação de piscina […] produz.

A peça será apresentada em uma sala de exposições dentro do “olho” do Museu Oscar Niemeyer.

A peça piscina […]  foi realizada através da Lei Municipal de Incentivo a Cultura e contou com as empresas Positivo e Caixa como patrocinadoras.

 

 

 

piscina […]

 

 

Texto                                                                         Mark Ravenhill

Direção e tradução                                                   Alvaro Bittencourt

 

Elenco

 

Atores                                                            Músico

Anna Zétola                                                  Julian Barg 

Rosana Stavis

Luiz Carlos Pazello

Sandra Gutierrez

 

 

 

 

Assistência de arte e produção de imagens       Elenize Dezgeniski

Assistência de figurinos e cenários               Paulo Vinicius

Direção de produção                                                 Anna Zétola

Produção Executiva                                                 Luciana Narciso e Diego         Marchioro

Iluminador                                                      Beto Bruel e Wagner Corrêa

Operador de Luz                                                 Wagner Corrêa

Compositor de trilha e Músico                      Julian Barg

Designer gráfico                                                        Maria Cristina Pimenta

Produção                                                                   ZÉTOLA atelier de artes

Fotografias e Curadoria                                            Elenize Dezgeniski

Assessoria de Imprensa                                            Fernando de Proença

 

 

 

 

LOCAL –

Museu Oscar Niemeyer – Sala Araucária

De 07/05/2014 a 01/06/2014

 

de quarta a sexta: 19h00

sábados: 18h30 e 20h30

domingo: 18h30

**** No dia 31 de maio não haverá sessão às 20h30 ****

 

 

INGRESSO –  20,00 (inteira)

10,00 (meia) (funcionários da Caixa + Positivo + mediante apresentação de ingresso de visitação do Mon do mesmo dia)

CLASSIFICAÇÃO ETÁRIA: 16 anos

 

 

 

 

 

 

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado