Um Molière redivivo

Maurício Mellone, editor do Favo do Mellone site parceiro do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Peça mostra dilemas da vida de autor francês

Com direção de Sandra Corveloni e Guilherme Sant’Anna na pele do autor, a Companhia D’Alma faz um panorama da efervescente trajetória pessoal e artística de Molière, em L’Illustre Molière

SÃO PAULO – Ao entrar, o público já encontra os atores em cena, preparando-se para o início do espetáculo. Esta é a primeira surpresa da montagem L’Illustre Molière, que abre a temporada 2012 do Teatro do Sesi: à frente da Companhia D’Alma, a diretora Sandra Corveloni usa de metalinguagem ao apresentar os atores interpretando os componentes da companhia de Molière, no palco do Teatro Ilustre, que o dramaturgo francês apresentava suas comédias em pleno século XVII, em Paris. Aos poucos a plateia compreende a brincadeira: os atores entram e saem de cena, às vezes estão na pele dos personagens das peças de Jean-Baptiste Poquelin, o Molière, e em seguida voltam à dura realidade de manter uma companhia de teatro funcionando a plenos vapores. Neste vai e vem, o espetáculo faz um grande painel da obra de Molière, com trechos de várias de suas peças, além de contar a rica e efervescente trajetória artística e pessoal do dramaturgo francês.

Fotos de Ronaldo Gutierrez


Mesmo retratando uma realidade do século XVII, a obra de Molière é atual e muito próxima do homem dos nossos tempos. De acordo com a diretora, “o dramaturgo dialoga com a nossa época, pois seus personagens são cínicos, autoritários, frágeis, inseguros, além de ambiciosos por fama, dinheiro e status social a qualquer preço. Podemos reconhecer que isso não mudou muito”, argumenta Sandra.

Outra proximidade com os dias de hoje: numa cena, Molière está envolvido na criação de novo espetáculo e nem se dá conta das dívidas e compromissos financeiros e burocráticos que envolvem uma produção teatral. O criador que não sabe lidar com o pragmatismo da vida, dificuldade tão comum a muitos artistas! Hoje e sempre.

Além do rigor e requinte de cenário e figurino, assinados por Zé Henrique de Paula,L’Illustre Molière se destaca pela atuação afinada dos atores Paulo Marcos, Angela Fernandes, Caio Salay, Amanda Acosta, Lara Hassum e Mateus Monteiro, que com desenvoltura e brilho interpretam diversos personagens.

Guilherme Sant’Anna é "L'Illustre Molière"

Guilherme Sant’Anna, que já protagonizou outro Molière — Senhor de Porqueiral, direção de Eduardo Tolentino, em 1989 — vive agora outro grande momento da carreira. Na pele do dramaturgo (interpreta os personagens centrais das peças encenadas, além de encarnar a função de diretor e autor da companhia), Guilherme se desdobra em cena, mostrando sua diversidade e talento ímpar.

Roteiro:
L’Illustre Molière
Autor: Jean-Baptiste Poquelin Molière. Direção: Sandra Corveloni. Assistente de direção: Luiz Luccas. Direção musical: Fernanda Maia. Preparação corporal: Inês Aranha e Alexandra da Mata. Coordenação de cenografia e figurino: Zé Henrique de Paula. Elenco: Guilherme Sant’Anna, Paulo Marcos, Angela Fernandes, Caio Salay, Amanda Acosta, Lara Hassum e Mateus Monteiro. Diretor de produção: Maurizio De Simone. Iluminador: Nelson Ferreira. Fotógrafo: Ronaldo Gutierrez. Maquiagem e adereços: Fabio Petri. Arte Gráfica: Thiago Costa.

Serviço:
Teatro do SESI/São Paulo (460 lugares), Av. Paulista, 1.313. Quarta-feira a sábado, às 20h30 e domingo, às 20h. Ingressos: entrada franca. A distribuição dos ingressos tem início a partir da abertura da bilheteria: de quarta a sábado, das 12h às 20h30; domingo, das 11h às 19h30. São distribuídos dois ingressos por pessoa. Informações: (11) 3146-7405 / 7406 ou (11) 4003-5588 Classificação: Não recomendado para menores de 12 anos.
O teatro possui acessibilidade com rampa, banheiros e elevadores. Duração: 90 minutos. Temporada: até 26 de fevereiro

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*