Uma Diva chamada Claudia Raia

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil (Michel@aplausobrasil.com)

Claudia Raia vive Sally Bowles em"Cabaret"

SÃO PAULO – Sua carreira é laureada com marcantes trabalhos na televisão e no teatro, sobretudo os musicais que estão na gênese de sua carreira: ainda adolescente incursionou nos palcos como uma das protagonistas de A Chorus Line, um musical famoso na Broadway em versão brasileira. De lá para cá, Claudia Raia conquistou fama, glamour, sempre focada na árdua disciplina preparatória de seus empreendimentos profissionais – periódicas aulas de canto, rigoroso treinamento físico, incluindo aulas de dança. Não bastasse a retidão de sua trajetória, ela é extremamente carismática e atenciosa com seu público. Agora, em seu Cabaret, dirigida por José Possi Neto, ela atinge seu apogeu e se torna verdadeira Diva.

Ousar produzir e protagonizar Cabaret, obra-prima de Joe Masteroff, é para poucos. Para sorte do público brasileiro La Raia é corajosa e deu a sua Sally Bowles, a prostituta viciada em gim que estrela os números do decadente cabaré KitKat da Berlim de 1930, a comicidade patética e o peso dramático de uma alcoólatra que, feito Blanche Dubois (protagonista de Um Bonde Chamado Desejo, de Teneessee Williams), refugia-se num universo fictício que cria para si, objetivando fugir da cruel realidade.

Além da interpretação que revela o lado mais trágico de  Bowles e de como sua consciente alienação custou a nossa recente História, Claudia parece vocalmente amadurecida, alcançando notas dificílimas.

Aconselho aos paulistanos não perderem tempo, quando o espetáculo voltar de seu recesso, em conferir Cabaret que fica só até o final de fevereiro de 2012.

Não conte à mamãe

Ficha técnica:
Texto: Joe Masteroff
Músicas: John Kander
Letras: Fred Ebb
Versão Brasileira: Miguel Falabella
Direção de Coreografia: Alonso Barros
Direção Musical e Vocal: Marconi Araújo
Direção Geral: José Possi Neto
Produção Geral: Sandro Chaim
Elenco: Claudia Raia como Sally Bowles e Jarbas Homem de Melo como MC.
Guilherme Magon, Julio Mancini, Katia Barros, Marcos Tumura e Liane Maya,
Alberto Goya, Alessandra Dimitriou, Carol Costa, Daniel Monteiro, Fabiane
Bang, Hellen de Castro, Keka Santos, Leo Wagner, Luana Zenun, Luciana
Milano, Marcelo Vasquez, Mateus Ribeiro, Rodrigo Negrini e Tomas Quaresma.
Cenário: Chris Aizner e Nilton Aizner
Cenógrafos Associados: Renato Theoblado e Roberto Rolnik
Figurino: Fábio Namatame
Iluminação: Paulo César Medeiros
Design de Som: Tocko Michelazzo
Visagismo: Henrique Mello e Robin Garcia
Programação Visual: Fuego
Realização: COART, Raia Produções e Chaim Produções
Patrocínio Máster: Banco BVA
Copatrocínio: Sul América Seguros e Previdência

Serviço:

Estreia: 28 de outubro (sexta-feira), às 21h30

Local: Teatro Procópio Ferreira (Rua Augusta, 2.823)

Horários:
Quinta-feira: às 21h
Sexta-feira: às 21h30
Sábado (duas sessões): às 18h e às 21h30
Domingo: às 18h
Ingressos: de R$ 40,00 a R$ 200,00
Ingressos por telefone: 4003-1212 ou pelo site:
www.ingressorapido.com.br<http://www.ingressorapido.com.br>
Bilheteria: Terça a quinta das 14h às 19h, sexta a domingo das 14h até o
início do espetáculo
Estacionamento conveniado:MultiPark- R. Augusta, 2673 (R$10,00) período de 4h. Retirada do selo do estacionamento na bilheteria.
Informações: (11) 3083-4475
Censura: 14 anos
Capacidade: 600 lugares
Duração: 2h30

Claudia Raia, como Sally Bowles, canta Mammaem Cabaret

Willkommen – abertura de Cabaret, musical protagonizado por Claudia Raia

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*