Uma inteligente comédia sobre o universo teatral

Marco Antônio Gambôa 2Luís Francisco Wasilewski (lfw@aplausobrasil.com)

João Falcão despontou na cena brasileira da década de 1990, com excelentes textos dramáticos como A Dona da História que foi à cena com as soberbas interpretações de Marieta Severo e Andréa Beltrão. Mais recentemente, ele revelou os talentos de Wagner Moura, Lázaro Ramos e Vladimir Brichta no célebre espetáculo A Máquina.

Há um ano o dramaturgo e encenador pernambucano arquitetou um novo desafio: conceber um espetáculo que trate do encantamento dos artistas que estão fora do Rio de Janeiro por trabalhar na capital carioca.

O resultado não podia ter sido mais feliz. Através de testes que envolveram no começo cerca de 3000 candidatos, João reuniu um naipe de 14 excelentes intérpretes para contar as dores e delícias dos que tentam a sorte como atores, no Rio de Janeiro. E mais uma vez, o autor demonstra a sua habilidade na escrita cômica. São satirizados em Os Clandestinos os mais diversos tipos de atores: Da modelo inexpressiva à atriz que abomina televisão e atua em um grupo de teatro investigativo, passando pela estrela mirim, cuja carreira ficou estagnada. Tudo isso é narrado através de uma dramaturgia inteligente e também por ótimos números musicais que nos remetem a Fama e A Chorus Line, obras artísticas que também abordaram o universo dos atores iniciantes. 

Marco Antônio Gambôa 3O trabalho do elenco é excelente e por isso, seus nomes devem ser citados: Adelaide de Castro, Alejandro Claveaux, Bruno Ferraz, Chandelly Braz, Deborah Wood, Eduardo Landim, Emiliano D’Avila, Fábio Enriquez, Giselle Batista, Hugo Leão, Luana Martau, Michelle Batista, Pedro Gracindo e Renata Guida.

Soma-se a isso a cenografia inteligente de Sérgio Marimba com uma cidade estilizada, os belos figurinos de Kika Lopes e a iluminação deslumbrante de Paulo Denizot.

Clandestinos é um bom exemplar de espetáculo onde não há “reparos” a serem feitos. Ele envolve totalmente a plateia, que o aplaude em cena aberta, diversas vezes. E por sua temática e pelo seu conjunto talentoso de atores é um espetáculo que serve para agradar o público adolescente. Público esse que, diga-se de passagem, é sempre esquecido pela produção teatral brasileira.

Agora, o espetáculo será transformado em uma série televisiva que reunirá em um trabalho conjunto, novamente, os talentos de João Falcão, Guel Arraes e Jorge Furtado.

Enquanto isso, os cariocas podem se deleitar com Os Clandestinos, atualmente, em temporada no Teatro do Leblon.

Os Clandestinos

Teatro do Leblon – Sala Fernanda Montenegro

Ingressos: R$30,00

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.