União Brasileira de Circos Itinerantes faz apelo para ajudar famílias circenses

SÃO PAULO – O Brasil tem aproximadamente 2000 mil circos sendo eles pequenos, médios e grandes que vivem exclusivamente das vendas realizadas através de suas bilheterias. De acordo com a União Brasileira de Circos Itinerantes (UBCI), sob direção da empresária circense Marlene Querubin, atualmente mais de 99% dos circos fecharam e mais de 30.000 pessoas foram atingidas pela crise. Os circos se uniram e pediram ajuda em todas as esferas políticas, mas sem um retorno e diante do desespero das famílias, a UBCI criou uma campanha de arrecadação para ajudar nesse momento. Em meio as dificuldades da pandemia causada pelo COVID 19 o Brasil já conta com mais de 7.000 famílias circense sem condições de sustento.

Divulgada nos últimos dias, a população pode ajudar de duas maneiras, levando alimentos e materiais de higiene no Circo que estiver em sua cidade onde a equipe da UBCI se prontificou a montar cestas básicas e entregar para as famílias de artistas circenses, ou através de doações financeiras na própria página da UBCI através de uma vaquinha online oficial.

“Por muitas vezes o Circo brasileiro foi responsável por levantar a bandeira de diversas campanhas e ajudar assim a população. É muito difícil ver hoje as famílias circenses passando por toda essa necessidade que estamos enfrentando. Por conta disso, hoje resolvemos nos unir e nos ajudar assim como já ajudamos no passado. O circo tem a capacidade de se reinventar e tenho certeza que essa será só mais uma fase, logo estaremos fazendo os espetáculos para o respeitável público” conta Marlene Querubin.

Campanha SOS Circos – COVID 2019
1-Através da vakinha virtual – UBCI
https://www.kickante.com.br/campanhas/sos-circos-do-brasil-covid-19

Kyra Piscitelli

Kyra Piscitelli é jornalista formada pela Universidade Metodista de São Paulo e fez pós-graduação em Globalização e Cultura pela Faculdade de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP). Escreve sobre teatro e arte desde de 2009. Integra os Juris da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) e do Prêmio Aplauso Brasil. Ávida por conhecimento, se não está em viagem ou estudo, só há um lugar para achá-la: o teatro!