Vida de Mário de Andrade ganha visão dramática de Gabriela Rabello

Redação do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Estreia no CCSP, "O Grande Grito"

O Grande Grito, peça de Gabriela Rabelo, com direção de José Renato, estreia nesta sexta-feira (11) na sala Jardel Filho do Centro Cultural São Paulo. O texto fala sobre o escritor Mário de Andrade e sua polêmica atuação no primeiro Departamento de Cultura da cidade de São Paulo, entre 1935 e 1938.

De sua gestão nesse primeiro Departamento de Cultura de São Paulo ficaram sementes de projetos para Educação e Cultura que existem até hoje, como os CEU’s (tiveram sua base nos primeiros Parques Infantis), a Discoteca Municipal Oneyda Alvarenga, com vasto acervo no CCSP, o IPHAN – Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (antigo Sphan, para preservação de construções e obras históricas) eventos que popularizaram a música erudita e o canto, além, é claro, do projeto Missão de Pesquisas Folclóricas (1938), pano de fundo do enredo dessa peça, que retrata a preocupação do escritor com a cultura nacional e a preservação das riquezas culturais encontradas por ele e sua equipe nas regiões Norte e Nordeste.

"O Grande Grito" fica em cartaz só até 17 de abril

Retratando o aspecto humano do escritor Mário de Andrade, a peça também esclarece muito sobre sua obra e incentiva o espectador a fazer uma releitura da mesma, ampliando o conhecimento sobre ele para além dos eventos que o projetaram e pelos quais Mário de Andrade é normalmente mais conhecido, como a Semana de Arte Moderna de 1922 e o lançamento do livro Macunaíma – o herói sem nenhum caráter, em 1928.

Durante a temporada deste Espetáculo, ou seja, até 17 de abril, você também pode visitar a Exposição A vida, a obra de Mario de Andrade e a Missão de Pesquisas Folclóricas (de terça à sábado das 13h às 20h30. Domingo das 10h às 20h30) Além disso, também pode se inscrever e participar dos painéis de conferência e debate sobre a peça com estudiosos sobre Mário de Andrade.

Serviço

O Grande Grito – 11 de março a 17 de abril

Local: CCSP-Sala Jardel Filho (Rua Vergueiro 1000)

Ingressos: R$ 20,00

De sexta e sábado- 20h/ Dom. ás 20h

Exposição Paralela: de terça à sábado das 13h às 20h30

Domingo das 10h às 20h30

Veja mais e dê sua opinião sobre esse espetáculo em  www.ograndegrito.blogspot.com

Elenco e Ficha Técnica:

TEXTO

GABRIELA RABELO

DIREÇÃO

RENATO

MÚSICA AMBIENTAL E INCIDENTAL

RENATO PRIMO COMMI

ELENCO: NÍVEO DIEGUES (como Mário de Andrade)  e ainda ADÃO FILHO / AUGUSTO POMPEO / CARLOS FRANCISCO / CARLOS CAMBRIA/DÉCIO PINTO / MÍRIAM AMADEU / MURILO INFORSATO /  THEODORA RIBEIRO

Cenografia e Figurinos: Márcio Tadeu

Iluminação: Davi de Brito

Operador de Luz: Alex Nogueira

Michel Fernandes

Michel Fernandes, graduado em Jornalismo e pós graduado em Direção Teatral., escreveu de 2000 a 2012 críticas de teatro e reportagens para o iG. Em 2002 criou o Aplauso Brasil - www.aplausobrasil.com.br -, site voltado à noticias, resenhas e críticas teatrais, até hoje no ar. Integrante da APCA desde 2004, Michel Fernandes já esteve nas comissões do Prêmio Miriam Muniz, ProAC, Programa de Fomento ao Teatro de São Paulo, emtre outros Em 2012 criou o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro. Em 2014 realiza Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro. Em 2015 é crítico convidado da MITsp (Mostra Internacional de Teatro de São Paulo). Em 2016 é membro de comissão julgadora do Proac. Em 2017 faz parte do Conselho Consultivo do CCSP.

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*