WALDEREZ DE BARROS ESTREIA NOVO ESPETÁCULO DIRIGIDO POR GABRIEL VILLELA NO TEATRO VIVO

Redação do Aplauso Brasil (redacao@aplausobrasil.com)

Rainhas do Orinoco em cartaz no Teatro Vivo, em São Paulo. Foto: João Caldas.
“Rainhas do Orinoco” em cartaz no Teatro Vivo, em São Paulo. Foto: João Caldas.

SÃO PAULO – O diretor Gabriel Villela cultiva velhas parcerias como as atrizes Walderez de Barros e Luciana Carnieli para seu novo espetáculo Rainhas do Orinoco. A peça conta a história de duas atrizes de teatro musical que ganham a vida com shows pela América Latina. Viajando em um barco pelo rio Orinoco, cantam e representam seus amores e seus sonhos. O projeto faz parte do Vivo EnCena e estreia na sexta-feira (13), às 21h30.

A encenação foi construída a partir da estética do circo–teatro, tal qual ele existiu no Brasil até meados dos anos 60, que teve seu auge com Vicente Clestino, Gilda de Abreu, Tonico e Tinoco, José Fortuna, Circo Arethusa, Dercy Gonçalves, Grande Otelo, Oscarito, com os grandes circos e grandes melodramas.

A atmosfera de circo aparece na cenografia e adereços também. O primeiro assinado por William Pereira remete a um pequeno picadeiro em formato de barco com telões naif reproduzindo a fauna e a flora de uma floresta equatorial. Já os adereços são, na maioria, confeccionados por Shicó do Mamulengo.

Rainhas do Orinoco traz música tocada e cantada ao vivo pelos atores. Nesta montagem, as esquetes, os entreatos trarão canções diferentes das sugeridas pelo autor no texto original. A base da pesquisa são canções da América Latina cantadas na voz de Cascatinha e Inhana.

As atrizes Walderez de Barros e Luciana Carnieli e o ator Dagoberto Feliz têm uma parceria antiga com o diretor Gabriel Villela. Para Gabriel, “Walderez e Luciana são duas atrizes de gerações diferentes, mas de muita importância para todas as gerações. Dagoberto é um grande clown-palhaço, um grande artista e esteve na montagem de Vem Buscar-me, ou seja, ele entende o que eu estou pensando para esta peça”.

Vivo EnCena

Rainhas do Orinoco integra o projeto cultural Vivo EnCena, uma iniciativa da Telefônica Vivo. “A Vivo acredita que o teatro vai além do espetáculo e investe na música e nas artes cênicas como elemento de transformação. Por isso, além de viabilizar esta peça maravilhosa com texto do mexicano Emilio Carballido e com direção do premiado Gabriel Villela, promovemos também uma turnê nacional” revela a diretora de Gestão Responsável e Sustentável da Telefônica Vivo, Heloísa Genish.

“Além da peça, a programação traz também os “Encontros Vivo EnCena”, que acontecem após o espetáculo e geram a aproximação do público com o artista, convidando para a reflexão criativa quem produz e quem consome cultura”, destaca Heloísa. O Vivo EnCena oferece ainda workshops gratuitos que buscam a formação de plateia e a inclusão cultural. Realizado há mais de doze anos, o projeto beneficia 20 estados brasileiros e tem curadoria e gestão do Teatro Vivo, na capital paulista

Vivo Transforma

 Vivo EnCena integra a plataforma Vivo Transforma, criada pela Telefônica Vivo em 2015 para promover a democratização do acesso à cultura e o envolvimento das comunidades em iniciativas voltadas essencialmente à música e às artes cênicas. Em 2016, são mais de 90 projetos apoiados por meio das leis de incentivo fiscal, em diferentes regiões do país, com foco em transformação social, revelação de novos talentos e valorização da cultura nacional.

 

Ficha Técnica

Texto: Emilio Carballido Tradução: Hugo de Villavicenzio. Direção: Gabriel Villela. Elenco: Walderez de Barros, Luciana Carnieli e Dagoberto Feliz.Figurino: Gabriel Villela Cenografia: William Pereira. Arranjos Instrumentais: Dagoberto Feliz. Direção Musical: Babaya. Iluminação: Caetano Vilela. Assistentes de direção: Ivan Andrade e Daniel Mazzarolo. Produção Executiva: Luiz Alex Tasso. Direção de Produção: Claudio Fontana.Patrocínio: Vivo e 2S Inovações Tecnológicas

 

Serviço para Roteiros

 

RAINHAS DO ORINOCO, de Emilio Carballido, tradução de Hugo de Villavicenzio. Comédia. Mina e Fifi são duas atrizes de teatro musical que ganham a vida com shows pela América Latina. Viajando em um barco pelo rio Orinoco, cantam e representam seus amores e seus sonhos em uma aventura repleta de lirismo, canções, drama e bom humor.  Elenco: Walderez de Barros, Luciana Carnieli e Dagoberto Feliz Direção: Gabriel Villela.Duração: 90min. Onde: Teatro VIVO: Av Dr Chucri Zaidan, 2460, Morumbi – telefone:(11) 974201529. Temporada: Sextas às 21h30, sábados às 21h e domingos às 18h. Ingresso:  R$ 50 (sex), R$ 50 a 80 (sáb e dom). Classificação 14 anos. Estreia 13/05. Até 3 de julho.

– 50% de desconto para Cliente Vivo Valoriza e um acompanhante.

 

No Comments Yet

Leave a Reply

Seu email não será publicado

*